O que é preciso para ser um freelancer em produção de conteúdo

O que é preciso para ser um freelancer em produção de conteúdo

A crise econômica causou um boom de desemprego no Brasi: até julho de 2016, eram 11,4 milhões de pessoas sem carteira assinada, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com isso, a busca por alternativas também aumentou vertiginosamente, e muitos brasileiros optaram pela vida de freelancer.

Mas esse não é o fim do problema. Toda essa gente deve se acostumar com o novo estilo de vida, descobrir as suas habilidades — principalmente no caso da produção de conteúdo (e já vamos ver o porquê) — e , claro, encontrar uma maneira para descolar o primeiro freelance.

Se você está em busca de uma oportunidade para dar o pontapé na sua vida de profissional independente, leia este post. Nos próximos parágrafos, vamos falar como iniciar a sua jornada. Acompanhe:

O que é preciso para ser um freelancer em produção de conteúdo

Para ser um freelancer em produção de conteúdo é preciso, basicamente, levar em conta a sua vocação. Afinal de contas, não adianta nada largar um emprego para se tornar freelancer em uma área que não te proporciona prazer, não é verdade? Sendo assim, veja essa mudança na sua carreira como uma oportunidade para focar naquilo que você realmente gosta.

Isso também quer dizer que não é preciso ser formado em cursos que priorizam a escrita (como Letras e Jornalismo), mas sim ter o mínimo de habilidade com redação e muita vontade de melhorar constantemente.

Se você tem um diploma, pode tratar de temas que dialoguem diretamente com as suas habilidades profissionais. Por exemplo: um pedagogo pode focar a sua produção de conteúdo em áreas como educação e universo infantojuvenil. Mas nada o impede de escrever sobre saúde ou culinária.

Um redator não precisa, necessariamente, ser especialista no assunto sobre o qual está escrevendo. Em vez disso, ele precisa ter interesse e fazer muitas pesquisas para tratar o tópico corretamente.

O que você deve fazer para se dar bem nessa área

Manter-se atualizado: esse é o segredo para qualquer freelancer se dar bem na área de produção de conteúdo. Se você está começando agora, saiba que será preciso se esforçar bastante para se manter em dia com as novidades e as tendências.

Acompanhe as notícias

É preciso ficar de olho em mailings, portais de notícia e outros canais de informação para não deixar as mudanças passarem batidas. É preciso garantir que os seus textos e designs estejam sempre com um ar contemporâneo.

Participe de eventos

Além disso, você pode, desde o começo da sua carreira, participar de eventos específicos da área. Essas atividades são pensadas justamente para estimular o engajamento do profissional e desenvolver técnicas e conhecimentos muito importantes para a vida de freelancer.

Você conhece os eventos que acontecem na sua região? Tem contato pessoal com outros profissionais? Uma boa dica para resolver isso é fazer um calendário anual de eventos. Assim você pode se programar com tranquilidade para eventos importantes ou distantes.

Invista em uma certificação

Conhecimento é sempre bem-vindo. Sendo assim, é indicado fazer um curso para entender melhor como funciona a produção de conteúdo para web, do planejamento de pautas à revisão. E lembre-se: ter um certificado da área em mãos pode te colocar a frente de muitos outros freelancers descapacitados.

Como conseguir o primeiro freelance de produção de conteúdo

Trabalhando diretamente com os clientes

Prepare-se

Você precisa ser o mais profissional possível, e os clientes precisam ver — e acreditar — nisso. Acredite: é somente passando um ar de confiança e de seriedade que você vai conseguir vencer o desafio de descolar o seu primeiro freelance.

Por isso, antes de sair em busca de um cliente, você deve se preocupar com os seguintes detalhes:

  • ter um portfólio;
  • criar uma tabela de preços;
  • garantir um template de contrato;
  • arranjar um lugar para se reunir com o cliente, caso seja preciso encontrá-lo.

Foque em um nicho

É verdade que nós dissemos, no começo deste post, que um redator web pode escrever sobre qualquer assunto. No entanto, no começo da carreira, é preciso ser um pouco menos ambicioso. Que tal focar em uma fatia do mercado na qual você tem mais conhecimentos?

Por exemplo: se no seu portfólio há muitos textos sobre entretenimento, você pode mirar em clientes do ramo da música ou do cinema. Assim será bem mais tranquilo para conseguir o seu primeiro freelance!

Vá em busca do primeiro freelance

Você criou um portfólio, uma tabela de preços, um template de contrato. Além disso, encontrou um lugar para reuniões e definiu o seu nicho. Agora, sim, você pode partir para o ataque.

Acesse o Google, faça uma pesquisa sobre sites e blogs de empresas no ramo que você decidiu atuar e estude cada um deles. Achou um problema ou algo que poderia ser aprimorado? Mande um e-mail para o responsável pela página oferecendo a sua solução.

Dessa forma você estará oferecendo o seu serviço de maneira inteligente, e as chances de ser contratado ficam bem maiores. Faça o teste!

Trabalhando com uma plataforma

Há ainda a possibilidade de trabalhar com plataforma de produção de conteúdo, que geralmente têm um grande volume de trabalho disponível. Assim, você pode, inclusive, escolher o primeiro freelance que deseja fazer: uma pauta sobre saúde de animais de estimação, um texto sobre a diferença entre os tipos de vinhos ou a diagramação de um e-book sobre mecânica de aviões… As possibilidades são muitas! O Marketing Profissional é uma plataforma que conecta você a empresas que querem serviços. Cadastre-se agora mesmo

 

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!