Como se tornar um bom Web designer freelancer?

Como se tornar um bom Web designer freelancer?

A maior dificuldade que as pessoas possuem é na hora de começar a carreira e a dúvida que permeia é de qual curso seguir. Por isso, resolvi escrever este artigo, tendo como base minhas experiências pessoais e as opiniões de profissionais da área, para ajudar aqueles que desejam trabalhar com web design.

Há tempos atrás, pelo menos uns 18 anos, era bem difícil iniciar na área, não que não tivesse demanda, pelo contrário, era o boom da internet e o web designer era um dos profissionais mais procurados no mercado.

O mais difícil era saber por onde começar e qual curso fazer. Eu por exemplo não tinha alguém para me orientar qual o melhor caminho a seguir, pois todas as graduações da época eram voltadas para a área de Tecnologia ou Desenho Industrial, nada era específico para Web.

E aí, que direção seguir? Fiz o caminho inverso, que alguns podem considerar ter sido o errado, porém o caminho errado não existe, existem caminhos mais longos (não gosto de atalhos na vida e muito menos na profissão) para se chegar a um objetivo e atingir o seu sonho e trabalhar com o que se ama de verdade, e essa escolha pra mim foi maravilhosa e engrandecedora.

Então resolvi cursar Análise de Sistemas, para começar pelo back-end e me aproximar cada vez mais do front-end já que sabia que as matérias de HTMLCSS e XHTML estariam na grade e o projeto final uniria as duas etapas, programação e design. Na verdade essa escolha serviu para melhorar ainda mais meu trabalho e minha trajetória profissional que foi e é incrível.

Hoje em dia tudo mudou e melhorou muuuito e o leque de opções de cursosespecializações e formações aumentou consideravelmente, claro que como em todo lugar alguns cursos e graduações não irão atingir todas as suas expectativas, pois muitos cursos de web design ensinam somente como usar as ferramentas, mas não ensinam os princípios e os fundamentos da área que são primordiais.

Vamos então ver algumas dicas do que você precisa saber antes de começar.

Qual Faculdade seguir?

Avalie se você gosta mais de Design, só de Programação ou gosta dos dois. Se você gostar mais de Design, o ideal é escolher design gráficodesenho industrial e design digital. Se você gosta muito de programação, códigos e algoritmos, o caminho é fazer algo voltado para Análise de SistemasTecnologia da Informação ou Sistemas para Internet (tecnólogo).

E caso você ainda não se sinta pronto para ingressar na faculdade, uma ótima opção e que pode te ajudar, é fazer um curso técnico na área ou algum curso especializado, online ou presencial.

Em outras palavras, o web designer é, além de um designer e um desenvolvedor de sites. Por isso, se você gosta de internet e tem vontade de aprender a criar sites, mexer com códigos e pensar na usabilidade aplicada aos trabalhos que realiza, essa profissão é perfeita.

Mas sempre tendo em mente que, a faculdade inicia a sua caminhada profissional e te dá a base técnica mas a experiência mesmo só no dia a dia ralando, errando e acertando, não foi diferente comigo, aprendi muita coisa sozinha batalhando muito e com muita persistência.

Conceitos e Fundamentos do Web Design

O jeito mais correto é você entender o que faz, você precisa aprender a trabalhar no ambiente que o projeto será utilizado e aplicado, você precisa entender o que você está criando e como funciona cada elemento que constitui um site. Saber os princípios de web design é muito importante, é preciso entender a estrutura e os fundamentos primeiro, para depois aprender a ferramenta que te permitirá criar um layout. Quando você chegar no html e no css você terá base suficiente para entender tudo que está criando de acordo com os princípios de web design.

O que você precisa saber ?

Depois de aprender as ferramentas, você vai precisar saber como criar um site que converte, que vende e que gera leads (um lead é uma pessoa que tem, de alguma forma, interesse nos produtos ou serviços da sua empresa).

Precisará entender  sobre a parte de design, como por exemplo:

  • Usabilidade, para garantir que seus sites serão visualmente agradáveis e que a navegação será mais fácil para o usuário, ou seja, pensar sempre na melhor experiência de navegação possível, tornando seu site mais eficaz e comercial;
  • Tipografia para web;
  • Cores para web;
  • Acessibilidade para web;
  • Imagens para web;
  • Gestalt;
  • Grids;
  • Design de Interfaces, entre outros.

E também precisará entender um pouco sobre internet e tecnologia, como por exemplo:

  • Hospedagem e domínios;
  • HTML e CSS;
  • CMS (gerenciadores de conteúdo);
  • SEO;
  • Arquitetura da informação, entre outros.

A partir dessas premissas você já se torna um profissional bem estruturado.

Você também precisará entender como precificar, como gerenciar pessoas, gerenciar seu tempo e administrar mais de dois projetos ao mesmo tempo, gerenciar processos e tarefas, saber criar um briefing de qualidade e principalmente em como lidar com o cliente. Ou seja, você vai ter que entender um pouco de empreendedorismo e assim você estará muito mais preparado, estruturado e pronto para o mercado.

Crie seu Portfólio

Tendo sua decisão já tomada, um outro passo muito importante é criar seu portfólio. Mas aí você pergunta: Como? Não tenho experiência e não tenho clientes! Você terá que criar algo fictício, como criar um layout no photoshop, cartão de visitas e um site de uma empresa. O Portfólio é o seu currículo, tem que estar lindo, atualizado e colocar os seus melhores trabalhos, ou seja, faça o seu melhor sempre, com calma e sem pressa pois só com muita persistência e dedicação você vai chegar lá.

Estude sempre e nunca desista dos seus sonhos

Essa é uma profissão que você precisa estudar sempre, na vida você nunca sabe tudo, e na área de web design não será diferente pois cada dia surge uma nova atualização. Nessa profissão você tem que se reciclar a cada dia, você sempre vai estar aprendendo coisas novas.

Faça parte de fóruns, compre revistas especializadas na área, na época gostava muito de ler a revista Webdesign (hoje conhecida como Wide), Computer Arts, Revista W, entre outras. Participe de eventos, workshop e palestras e tente colocar em prática o que se aprende com tutoriais e livros e, acima de tudo, ter paixão e amor pela sua profissão.

Conclusão

Se é isso que você ama fazer, é preciso seguir em frente e ter continuidade, cada assunto estudado vai criando laços com todos os outros, nada é em vão, tudo serve de crescimento e aprendizado. A cada novo trabalho, novas técnicas e experiências vão surgindo. Não existe uma fórmula certa, pois para cada um é uma escolha a seguir, o importante é não desistir do que se ama e principalmente ter foco e estudar sempre.

Cadastre-se  no Marketing Profissional agora mesmo, gratuitamente. E comece a sua caminhada em busca de trabalhos freelancer.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!