Carteira de Trabalho para Estudantes

por Marili Gomes em 03/01/2018 às 12:03

carteira de trabalho para estudantes é uma iniciativa governamental que foi criada pensando no jovem que estuda e enfrenta dificuldades para ingressar no mercado de trabalho. Algumas normas e projetos foram instituídos a fim de garantir esse direito aos futuros trabalhadores brasileiros, dando a eles a oportunidade de ingressar no seu primeiro emprego.

O trabalho infantil é proibido no Brasil, já o adolescente pode ter sua carteira de trabalho através do primeiro emprego de forma justa e digna em situações especiais, como nos programas de apoio Jovem Aprendiz, Emprega Campinas, em Estágios etc.

Antes da regulamentação trabalhista para menores de idade, havia muita exploração infantil. Mas a oficialização de leis que favorecem o trabalho do menor acabou mudando esse cenário. Atualmente, todo menor de idade têm direito a tirar sua própria carteira de trabalho para estudantes.



Para tirar a primeira via da carteira de trabalho, é bem simples, basta procurar a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE) ou se dirigir à Delegacia do Trabalho ou a uma Unidade de Atendimento Integrado como o Poupa Tempo, por exemplo, na sua cidade.

É necessário ter idade igual ou superior a 14 anos. É importante ressaltar que os jovens menores de 18 anos precisam estar acompanhados dos pais ou do responsável legal e portar a certidão de nascimento original. Além disso, a identidade (RG) com cópia (se tiver), duas fotos 3×4 e comprovante de endereço. Dessa forma, o menor de idade pode solicitar a sua Carteira de Trabalho.

Os jovens maiores de 18 anos podem comparecer aos mesmos locais indicados e apresentar:



  • original e cópia da carteira de identidade (RG)
  • o número do seu CPF
  • duas fotos 3×4
  • um comprovante recente de residência

Se a solicitação da carteira de trabalho for para pessoas com estado civil casadas, é necessário a apresentação da certidão de casamento original. Vale lembrar que os solicitantes do sexo masculino devem portar também o certificado de reservista.

Contrato de aprendizagem X Carteira de Trabalho para Estudantes

Atualmente a contratação de menores aprendizes é feita por meio de um contrato de trabalho especial para a ocasião, regulamentado pelo Decreto nº 5.598/2005. O contrato deve ser ajustado por escrito e com prazo determinado, não podendo ultrapassar o período de dois anos.

Nesse documento ficará estabelecido que o empregador se compromete a assegurar ao aprendiz certos benefícios: formação técnico-profissional metódica de acordo com o seu desenvolvimento físico, moral e psicológico. Esse projeto é válido somente para os inscritos em programas de aprendizagem. Estudante online ou presencial.



A inscrição pode ser feita pela internet, portanto o estudante online pode aproveitar para ficar atento às oportunidades que surgem nos sites desses programas de apoio aos jovens no mercado de trabalho.

Programa Jovem Aprendiz – em busca da carteira de trabalho

Os jovens com idade de 14 a 24 anos, podem se inscrever em empresas desde que essas estejam filiadas ao programa Jovem AprendizO perfil do Jovem Aprendiz é ser interessado em se aprimorar constantemente. São aqueles jovens e adolescentes que buscam desenvolvimento cultural e crescimento profissional.

Seja em uma instituição educacional física ou como estudante online, o jovem aprendiz se esforça para adquirir mais conhecimento e aproveita as oportunidades de aprendizagem com o objetivo de obter sua primeira carteira de trabalho.

Geralmente querem atuar dentro de uma área especifica, valorizam a aprendizagem e a educação e com muitos objetivos para o futuro desejam realizar seus sonhos. Através desse programa de apoio o Jovem Aprendiz descobre oportunidades de crescimento pela possibilidade de se ver inserido e oficializado com a carteira de trabalho fazendo parte do universo laboral.

Várias são as empresas que oferecem vagas para o Jovem Aprendiz, nessa ocasião quem está oferecendo vagas é a empresa dos Correios, veja aqui os 6 pré-requisitos e benefícios para se inscrever nessa tão bem cotada vaga:

  • ter idade entre 16 e 22 anos completos, no ato da contratação. A idade máxima prevista para inscrição não se aplica às pessoas com deficiência;
  • ter concluído o ensino fundamental;
  • estar matriculado e frequentando a escola, caso não haja concluído o ensino médio;
  • não ter sido contratado anteriormente como jovem aprendiz pela ECT e/ou mantido vínculo empregatício com esta Empresa;
  • ter disponibilidade para cumprir a jornada de aprendizagem, conforme previsto no item 5, e no turno para o qual se inscreveu;
  • ter noções básicas de editores de texto, planilhas, navegação e pesquisa na internet utilizando em computadores desktop ou notebook.

Essas oportunidades são divulgadas pelo correio de 2 em 2 anos, a última foi em 2016 e a próxima será em 2018. Para ficar sabendo da data da abertura das inscrições, o melhor é ficar atento e acessando periodicamente esse site. Assim que a data for divulgada ela estará publicada nele.

Programa Emprega Campinas a favor da carteira de trabalho para estudantes

Alguns municípios também tiveram iniciativas a favor da inserção do jovem no mercado de trabalho. A prefeitura de Campinas instituiu o programa Primeiro Emprego/Aprendiz Campinas, que tem como objetivo tornar a administração municipal, na principal criadora de programas de aprendizagem profissional aos jovens.

Além disso, o projeto visa o encaminhamento mais apropriado do jovem ao mercado de trabalho. Isso acontece devido a  uma parceria firmada entre a Secretaria Municipal de Trabalho e Renda e a Fundação Municipal para a Educação Comunitária (Fumec).

O município que hoje já oferece cursos técnicos e de qualificação profissional, passará a atuar também na formação de jovens aprendizes. No próximo ano, serão oferecidos cinco programas de aprendizagem, dois de qualificação profissional que são:

  • Operador de microcomputador e almoxarife – carga horária de 400 horas.
  • Técnicos: administrativo, logística e informática com duração de 1 ano e 6 meses.

Em uma avaliação prévia, o município que lançou o projeto Emprega Campinas estima que cerca de 400 vagas de aprendizagem já poderão ser ofertadas a partir do ano que vem. Os aprendizes poderão contar com os mesmos benefícios que os participantes dos demais cursos recebem, como lanche, vale-transporte e uniforme. Essa iniciativa estimula ainda mais os jovens.

Estágio bem feito pode render efetivação na carteira de trabalho

O estágio é outra opção de dar o primeiro passo a fim de conseguir uma efetivação na carteira de trabalho. Com ele o estagiário desenvolve habilidades, aprende a tomar decisões, a ter atitudes compatíveis com situações que só se vive no trabalho com isso e acumula competências importantes e individuais.

É no estágio que o estudante consegue ver mais claramente todos os prós e contras de sua profissão. Ele poderá sentir na pele o que o mercado exige desse profissional e se, de fato, ele fez a melhor escolha de acordo ao seu perfil, já que é de suma importância que o profissional desempenhe uma função que seja do seu agrado.

É uma experiência muito importante na vida do jovem trabalhador, já que possibilita a percepção das próprias deficiências e impulsiona o aprendiz na busca de aprimoramento tanto profissional quanto pessoal. Uma experiência sem igual.

Além disso, no estágio o estudante colocará em prática tudo o que aprendeu na teoria.  Será supervisionado por um profissional da área já com boa experiência o que trará ensinamentos preciosos para o futuro profissional do estagiário.

São tantos os pedidos de informação sobre como funcionam os estágios que  o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE)  publicou uma cartilha para ajudar a esclarecer as dúvidas mais comuns sobre a nova Lei do Estágio.

Com o objetivo de orientar estudantes, empresas, profissionais liberais e instituições de ensino, sejam públicas ou particulares, a respeito das modificações ocorridas pela nova Lei do Estágio. Saiba mais sobre a cartilha esclarecedora de Estágios.

O objetivo dessas novas normas instituídas é oferecer a essa grande quantidade, cerca de milhões de jovens estudantes brasileiros, recursos que possam facilitar sua transição do ambiente escolar para o universo trabalhista.

Ao divulgar esse manual, o que se pretende é ajudar o jovem estudante a compreender o enunciado das normas, percebendo que com ela outros horizontes se abrirão para um caminhar mais seguro rumo a carreira profissional escolhida. Um estagiário dedicado provavelmente terá sua efetivação na carteira de trabalho.

A intenção da orientação é válida também para as empresas brasileiras que por sua vez, possam adquirir mais consciência de sua responsabilidade social e tenham claras as vantagens materiais e morais que proporcionam ao acolher o jovem estagiário em suas equipes técnicas e profissionais.

Maneira fácil de conseguir vaga de estágio

Para o estudante que está terminando o seu curso ou já terminou, o primeiro passo para conseguir aquela tão esperada vaga de estágio é fazer o seu cadastro no site mais popular para quem está procurando uma oportunidade. 

A oferta de vagas são muitas e cada uma delas com os critérios compatíveis a cada profissão. Para quem quer dar uma olhada nas vagas existentes também não vai ter dificuldade. Esse site tem um Portal de Vagas que está sempre disponível com grande variedade de vagas de estágio para a sua profissão.

Seja através de programas como o Jovem Aprendiz, o Emprega Campinas ou ainda por meio de um estágio bem feito, o importante é que a partir do momento em que o jovem tira sua primeira carteira de trabalho significa que faz parte do mundo profissional onde cada um deve procurar aprimorar-se a cada dia, desempenhando sua função com excelência para um futuro melhor.